Marketing de Conteúdo uma ferramenta capaz de revolucionar seu negócio

inbound marketing

Marketing de Conteúdo uma ferramenta capaz de revolucionar seu negócio

O redator focado nessa estratégia se dedica a produção de texto baseado em pesquisa para diversos materiais, conforme a demanda de seu cliente. O que faz do Marketing de Conteúdo uma ferramenta capaz de revolucionar seu negócio. Entre os principais recursos estão a produção de artigos para blog (como esse!), além de e-books, infográficos, e-mail marketing e cards para redes sociais.

Se faz necessário um entendimento antes de começar a escrever. Afinal, cada conteúdo deve estar alinhado com sua proposta, tão logo estruturado dentro do planejamento seguido dentro da estratégia de marketing do seu negócio. O redator estrategista do seu marketing de conteúdo precisa atender às necessidades do consumidor, saber a dor do cliente e oferecer experiências capazes de atingir essa dor a níveis tão altos que o produto e/ou serviço não é mais o foco exclusivo na relação comercial, mas um conjunto capaz de construir boas experiências.

Hoje, a experiência completa de consumo tem grande valor, sendo capaz de enlaçar ou afastar de vez um cliente. Não se esquecendo, que na redação, também é foco constante a programação com a palavra-chave, links e uma série de outros recursos capazes de otimizar sua programação SEO.

Caso você seja uma daquelas pessoas que têm medo de uma profissão que desvalorize com o tempo, pelo advento de tantas novidades dentro do Marketing, você pode ficar tranquilo: Redatores vão existir para todo o sempre. Isso porque a palavra tem um valor inigualável na comunicação e é ela quem muitas vezes potencializa o sentimento ao ser alinhada ao design.

Francis Bancon já dizia:
“A leitura traz ao homem plenitude; o discurso, segurança; e a escrita, precisão”.

Mas ok, como escrever algo que seja preciso, que leve até a plenitude e passe segurança ao mesmo tempo consiga atrair audiência? Será que isso é um talento natural ou questão de prática? Bem, como todas as habilidades do mundo, é uma questão de estudo intenso na estrutura de um texto e seus objetivos, seja ele um e-mail marketing, SEO, texto para mídia social ou conteúdo. Até mesmo para aquela mensagem de interesse para o “crush”.

E então… Como anda a sua redação para o Marketing de Conteúdo? Pensando neste questionamento, elaboramos dicas para construção de bons textos, capazes de alavancar bons resultados, o que mostra mais uma vez que o Marketing de Conteúdo é uma forte ferramenta capaz de revolucionar seu negócio.

Redatores: forte pilar de sustentação

Redatores são um dos tipos de profissionais de escrita que possuem um dos maiores papeis na hierarquia das Ciências da Comunicação, isso porque sua habilidade é valorizada como única, já que a estrutura forma o pensamento do público-alvo em relação à marca ou produto, além de ter um tom de voz próprio para cada. Ser redator, em outras palavras, é como viver um personagem para cada cliente.

Ter uma paixão arrebatadora por escrever e produzir um conteúdo letificante são coisas totalmente diferentes. Escrever como Redator de Conteúdo, implica em uma grande jornada de estudo e conhecimento, pensando assim, alguns princípios simples podem ser usados para deixar seu texto ainda mais poderoso, afinal de contas o propósito do seu texto é gerar relevância para usa audiência e atrair leads para o seu negócio.

Como assim? Pode parecer um pouco estranho no começo, mas a publicidade é feita para agir de maneira estratégica, criando conteúdo atrativo para seduzir e interagir com o público, sugestionando produtos e serviços capazes de atender as necessidades e anseios do consumidor em questão.

Imagens formadas por palavras

Despertar a imaginação, criar desejo, por meio das palavras é uma das ferramentas mais poderosas que um redator pode ter em suas mãos. Isso porque é muito mais fácil lembrar de algo se você tem a imagem formada na sua mente.

Vamos testar: Quantas vezes você já leu um livro que o autor descreveu uma taça de vinho, a chuva batendo na janela, o barulho das gotas caindo no chão? É quase como se você conseguisse ouvir o barulho da chuva em seu subconsciente, isso porque nosso cérebro é capaz de rodar cenas em nossa cabeça.

E com isso, vamos fazer o seu público-alvo se imaginar usando seu produto ou serviço através do seu texto? Tudo tem um início!

Um dos pontos mais importantes na elaboração de um texto, são as primeiras palavras que são lidas, um redator deve se atentar aos headlines (os famosos títulos e subtítulos). Se eles são entediantes, longos e confusos, o consumidor não terá qualquer interesse em saber mais sobre seu conteúdo, já que o desejo não foi despertado da maneira correta.

Uma das grandes preocupações da atualidade, em relação ao seu consumidor final é que este público entende que, mesmo quando sutil, a publicidade é feita para vender, por isso o sentimento de medo de ser enganado existe. Tome cuidado para ser direto e sincero sobre o que você está oferecendo e esqueça a ideia de criar promoções que tem asteriscos indicando que existem condições que a viabilizam ou desmotiva. Crie um relacionamento e confiança em vez de apenas números altos de alcance.

O quanto devemos escrever?

Para início de conversa… Esqueça essa ideia de que o texto deve ser extremamente curto. Em algumas redes sociais como o Facebook, por exemplo, imagens com muito texto não tem boa performance em alcance. Mas o pulo do gato está justamente na descrição da imagem: pense que você já chamou atenção do leitor com uma redação incrível na imagem e agora tem a chance de terminar de seduzi-lo com a descrição… Por que usar apenas um texto curto se o objetivo for maior? Pense que, seu texto sendo interessante, será lido.

Texto e Marketing caminham de mãos dadas

Um texto muito bem escrito, nada… nada… e morre na praia se sua investida não estiver bem alinhada com a estratégia do seu marketing de conteúdo. Imagine criar um texto “fodástico” para uma campanha por e-mail marketing ou para mídias sociais que seja um verdadeiro ímã para o seu público alvo, porém quando eles entram em contato com a sua marca, não encontram um atendimento eficaz.

Pensando assim, você pode oferecer conteúdo gratuito, os famosos freebies (algo gratuito ou brindes)! Você pode enviar e-books, guias, teste de avaliação através do e-mail marketing.

Você também precisa sair do círculo e olhar com outra visão, afinal de contas, profissionais de marketing gostam de marketing. Então não escreva conteúdos que se parecem com anúncios.

Atraia o público certo e tenha certeza de que o marketing está pronto para criar um relacionamento com ele.

Desenvolva seu site, por meio de um blog bem programado em SEO e não se preocupe em escrever para o Google, e sim para as pessoas, elas são o seu objetivo final.

Pensando assim… Então, escreva para atrair e depois, converta. É muito mais fácil quando seu público se torna fã e então, vem a adquirir seu produto.

Não venda para o público em geral, mas para o João Pedro.

O João Pedro é a persona para o nosso exemplo. É muito mais fácil desenvolver um conteúdo se você monta o perfil da pessoa que o comprará. Na soma de esforços no seu time de Marketing, é possível desenvolver um perfil de consumidor alvo e escrever o conteúdo diretamente para pessoas como ele, gerando assim share of mind.

Suponha que você trabalhe para uma faculdade particular e irá criar sua persona:

“João Pedro tem um emprego que lhe paga pouco, porém está com dificuldades de encontrar um emprego que o remunere de acordo, devido sua falta de conhecimento. Por isso, ele busca outras oportunidades que possam lhe ajudar nisso. Dessa forma, ele será bem remunerado.”

Agora você já entendeu que o João Pedro tem dificuldades para pagar pelo curso devido a sua remuneração. O que sua instituição de ensino fictícia poderia fazer é criar mais formas de pagamento para pessoas como ele e anunciar essas facilidades com um texto convidativo. Assim, ficaria muito mais fácil para o João Pedro.

Moral da história:

Escreva seu texto com cuidado e com objetivo. Pense no que você quer escrever e como passar a mensagem, se coloque no lugar do grupo alvo. E nunca se esqueça que textos são feitos para criar uma atmosfera de aproximação com o seu público-alvo, para criar um relacionamento que possa ajudar sua marca.

Eu fiz isso quando relatei a história do João Pedro para você!

compartilhe

Pular para o conteúdo